• CINEPIANO

    Cinema com Trilha Sonora ao Vivo...

  • A MÚSICA DO FILME

    Tudo o que você gostaria de saber sobre a Música de Cinema...

english

Tony Berchmans is a composer, music producer and great film music lover. He started studying music at the age of 7, on piano, cello, flute and musical theory. He got in music production as keyboardist, composer, arranger and recording technician, and in 1992 he founded Lay Audio music production, a small company dedicated to compose and produce audio.v
Engineer with a degree in Communications, he’s been working since then in the audio production business, coordinating, composing and producing sound for radio, tv, cinema, internet in hundreds of commercial projects, among them a big production of an operatic orchestral music score recorded in Rome (Italy) for an advertising campaign. Since 2001, he works as associate producer  in “Sound Design”, a brazilian audio production company focused on the advertising market, working for clients such as GM, Kodak, Microsoft, Telefonica, Johnson&Johnson, Unilever, Procter&Gamble, Volkswagen, Motorola, Intel and dozens of others.
As a musician, he recorded on albums and performed in shows of some creative brazilian artists, such as Celso Pixinga, Fernando Forni, Lupa Mabuze, Tokyo Savannah, Paulo Carvalho, among others. In 2004 he produced his downtempo music project called Hi-Pass, joined by canadian singer Lyndsay Blanch, brazilian vocalist and actress Vânia Canto and guitarist and producer L.P.Bergmann. Also he has composed original music for several short movies, among them “O Retrato da Felicidade”, starring Ana Lucia Torres and Wagner Molina, and “Sob Pressão”, directed by Pedro Pereira e João Dornellas, and scored the feature film ”Amores Imperfeitos” directed by Marcio de Lemos, in 2011.
Having a wide knowledge about film music production backstages, in May 2006, he released his first book “The Movie’s Music – All you’d like to know about film music”, one of the very few books related to the subject written in portuguese.
In 2007, Tony Berchmans was the curator of the “1st International Film Music Conference”, a huge event that was joined by important names of film music, such as Ennio Morricone, Gustavo Santaolalla and Antonio Pinto, among several other composers, directors, and special guests connected to film music. The festival took place in Rio de Janeiro, and it was the first of its kind and size in all South America.
More recently he has been performing with brazilian pop composer Pélico and frequently he presents lectures and workshops about sound production in several important cultural and academic brazilian organizations, and writes about film scores and sound design to websites and magazines.
Created his CINEPIANO project in 2010 and has been performing around Brasil, and in 2103 was one of the attractions of NattJazz, in Norway.

O Livro

amusicadofilme_capa

A MÚSICA DO FILME - TUDO O QUE VOCÊ GOSTARIA DE SABER SOBRE A MÚSICA DE CINEMA

por Tony Berchmans

prefácio de Rubens Ewald Filho

trecho do prefácio

“É incrível, como a música de um filme é capaz de apertar um botão de nossa sensibilidade que nos faz viajar imediatamente para outro tempo. Deixe Tony ser seu guia, com seu estilo claro, suas informações saborosas, seu senso de humor e sua precisão nos detalhes. Este é um daqueles livros que você vai ler com prazer e retornar para consultá-lo, como os bons filmes e as boas trilhas.”

Rubens Ewald Filho

 

A música de cinema carrega em si um mistério e um poder difíceis de se descrever. Como pensar no famoso discurso de Scarlett O´Hara, em E o Vento Levou, sem a clássica melodia do tema musical? Ou o suspense de Tubarão, sem as marcantes duas notas? Ou ainda a lendária cena do assassinato no chuveiro em Psicose. Ela teria o mesmo efeito sem os golpes dissonantes dos violinos? Cidade de Deus teria o mesmo ritmo alucinante sem a música? Beleza Americana teria o mesmo clima? Cinema Paradiso teria a mesma emoção? Pantera Cor-de-Rosa teria a mesma graça? A música talvez seja o elemento mais complexo do cinema. É impalpável. É invisível. É abstrato. É pessoal. É pura emoção. Depois de ler este livro, você vai continuar vendo os filmes como você sempre fez. Mas, certamente, irá ouvi-los de um modo diferente.

 

 

índice do livro

Índice do livro:

 

Prefácio

 

Apresentação

 

Capítulo 1: Conceitos da Música de Cinema
O conceito de trilha sonora. As funções da música na narrativa cinematográfica. O poder dramático da música especialmente composta para os filmes. A colaboração criativa. Referências musicais, decupagem e os cues. O processo de composição.

 

Capítulo 2: Uma Seleção de Compositores
Uma seleção de compositores e a análise de suas criações. Suas histórias, seus métodos, suas composições, seus estilos, e o conjunto de sua obra.

 

Capítulo 3: Uma Seleção de Trilhas
Uma pequena seleção de filmes com trilhas sonoras musicais especialmente marcantes. Uma breve análise de suas criações, seus compositores, sua importância histórica, os bastidores e as curiosidades de algumas obras-primas da música de cinema.

 

Capítulo 4: O Nascimento da Música de Cinema
As origens, o nascimento e os primeiros passos da música de cinema. O acompanhamento musical do cinema mudo. A relação entre a música e o cinema. O surgimento do cinema sonoro e da música sincronizada.

 

Capítulo 5: Os Anos 30 e 40
A explosão da música de cinema. O surgimento dos primeiros grandes compositores, das grandes produções e a solidificação da importância da trilha sonora musical nos filmes.

 

Capítulo 6: Os Anos 50 e 60
A evolução das trilhas sonoras sob influências de novos movimentos cinematográficos e de novas tendências musicais como Rock, Jazz e Música Moderna. Novos compositores e novas ferramentas que expandiram o universo da produção musical.

 

Capítulo 7: Os Anos 70 e 80
A introdução de recuros eletrônicos, sintetizadores e os novos recursos de gravação. A música orquestral tradicional dividindo espaço com as trilhas sonoras compostas por seleções de canções. As novas gerações de compositores e a expansão das possibilidades criativas.

 

Capítulo 8: Dos Anos 90 até hoje
Os compositores da geração do computador. A consolidação da música orquestral de cinema. O renascimento do cinema no Brasil. As tendências e escolas de composição da atualidade.

 

Capítulo 9: O Sound Design e os Diálogos
Conceitos de Sound Design, efeitos sonoros, foley, dublagem, ADR, source music, criação de vozes, edição de som e exemplos de pós-produção de áudio.

 

Capítulo 10: Gravação, Mixagem e Exibição
A gravação, edição e a mixagem dos elementos do áudio de um filme: Música, efeitos sonoros, diálogos. Conceitos e formatos de exibição.

 

Weblinks e Referências Bibliográficas

 

Trilhas sonoras musicais originais vencedoras do Oscar

e-mail